(Q.02 – 02/18) Azul Uma Sociedade Empresária tem como atividade principal a produção e a comercialização de milho. Essa sociedade também desenvolve, em menor escala, atividade de comercialização de fubá, canjica, amido e flocos, todos resultantes do processamento do milho colhido. Sabe-se que, ao encerrar o último exercício social, faziam parte dos Ativos dessa sociedade e estavam registrados em seu Balanço Patrimonial: uma lavoura de milho no ponto de colheita; 120 toneladas de milho (em grãos) colhidas na última safra e armazenadas em silos da Continue

O que está acontecendo Tenho recebido muitos e-mails de pessoas que trabalham em departamentos contábeis de empresas e especialmente de escritórios de contabilidade me perguntando sobre a exigência do registro profissional no CRC – Conselho Regional de Contabilidade para profissionais que exercem funções no setor contábil que não seja a função de contador responsável. Existem vários relatos de auxiliares, assistentes e analistas contábeis sobre terem sido notificados pelo CRC do seu Estado por estarem trabalhando, exercendo funções, que não a de contador responsável, sem ter Continue

Falar de Erros, Por que? Talvez, mais importante do que saber o que fazer para passar no Exame de suficiência do CFC, é saber o que não fazer. Por esse motivo resolvemos listar os 11 maiores erros cometidos por quem reprova no Exame do CFC #1 – Iniciar os estudos sem definir o que vai estudar, sem definir horário e local para os Estudos É necessário um bom planejamento dos estudos. Saber quantos dias e quantas horas por dia vai estudar. Principalmente saber o que Continue

Definição sobre as sobras Resíduo normalmente são sucatas ou sobras de materiais existentes após o processo produtivo. Normalmente esses resíduos possuem valor e são estocados durante um tempo até que se tenha uma quantidade passível de venda. A NBC TG 16 não trata os resíduos e sobras, mas trata os subprodutos, que na maioria dos casos tem uma representação imaterial. Em função dessa imaterialidade são normalmente mensurados pelo Valor Realizável Líquido e este valor é deduzido do custo do produto principal. Na verdade, resíduos e Continue

Resumindo MC e PE Olá, no post de hoje iremos encerrar um assunto. Vamos fazer um resumão dos assuntos, Margem de Contribuição e Ponto de Equilíbrio. Vamos falar de Ponto de Equilíbrio Contábil, Financeiro e Econômico. A ideia é juntar todos os Ponto de Equilíbrio com a Margem de Contribuição e entender pra que serve, por que o como fazer o cálculo. Se você quiser ver cada um desse assuntos, em posts e videoaulas separadamente, acesse esses posts aqui: Margem de Contribuição Ponto de Equilíbrio Continue

  No post de hoje iremos falar sobre a Contabilização do ICMS sobre o Ativo Imobilizado. É uma situação um pouco comum, porém pode ser que você esteja fazendo isso pela primeira vez. Temos que olhar a legislação do ICMS. Começaremos com um caso prático… Exemplo Prático A empresa XPTO adquiriu em 31.05.20X1 uma máquina no valor de R$52.000,00 com pagamento à vista e seu prazo de vida útil estimado é de 8 anos. A empresa não é contribuinte do IPI e o ICMS sobre Continue

A DÚVIDA Olá pessoal, estamos aqui mais uma vez com um post para responder dúvidas de alunos/contadores. Pergunta do Rafael – “Quando a controlada tem Patrimônio Líquido negativo, como contabilizo a Equivalência Patrimonial? Faço ajuste até o valor do investimento apenas, ou o investimento ficará negativo?” A situação retratada pelo Rafael é de uma investidora, que participa em uma investida com 70% do seu Patrimônio Líquido. Essa investida (controlada) apresenta um Patrimônio Lìquido negativo na ordem de R$1.567.000,00, conforme figura abaixo Notoriamente a Controlada tem um Passivo Continue

Definição de Margem de Contribuição No post de hoje nós iremos ver o que é Margem de Contribuição, como se calcula e para que serve. Margem de Contribuição é o valor ou resultado que sobra para que eu possa contribuir com pagamento de Custos Fixos e Despesas Fixas. Como eu chego na Margem de Contribuição? Margem de Contribuição = Venda Líquida – Custos e Despesas Variáveis. Aqui, Vendas Líquidas não é a que aparece na DRE. As Vendas Líquidas da DRE é a Receita Bruta Continue

Incorporação Conforme a Lei 6.404/76 Art. 227. A incorporação é a operação pela qual uma ou mais sociedades são absorvidas por outra, que lhes sucede em todos os direitos e obrigações. 1º A assembléia-geral da companhia incorporadora, se aprovar o protocolo da operação, deverá autorizar o aumento de capital a ser subscrito e realizado pela incorporada mediante versão do seu patrimônio líquido, e nomear os peritos que o avaliarão. 2º A sociedade que houver de ser incorporada, se aprovar o protocolo da operação, autorizará seus Continue

PONTO DE EQUILÍBRIO FINANCEIRO O que é? Como se calcula? Pra que serve? Primeiramente, antes de falarmos especificamente sobre Ponto de Equilíbrio Financeiro temos que saber o que é Item Monetário e Item não Monetário. Afinal o Ponto de Equilíbrio Financeiro irá tratar apenas de itens monetários, ou seja, os gastos que passam pelo caixa. Itens Monetários são aqueles que passam pelo caixa, que tem desembolso. Por outro lado Itens não Monetários, não passam e nunca passarão pelo caixa, por exemplo, depreciação, amortização, exaustão e Continue