EXAME DE SUFICIÊNIA – CFC – 01/12 – Bacharel – Solução da Questão 35

35. Aproveitando o desconto fornecido para pagamento antecipado do imposto em cota única, uma sociedade empresária efetuou, em janeiro de 2012, o pagamento do Imposto sobre Veículos Automotores – IPVA incidente sobre os veículos de sua propriedade e relativo ao ano de 2012. Os veículos são utilizados para entregas das mercadorias vendidas aos clientes. O registro do imposto pago foi efetuado a débito de conta de despesa a parcela relativa ao mês de janeiro, e a débito de conta de ativo o montante relativo aos demais meses.

De acordo com a Resolução CFC n.º 750/93, o princípio que justifica o registro descrito de apenas uma parcela do valor pago em conta de despesa é o Princípio da:

a) Competência.

b) Objetividade.

c) Prudência.

d) Tempestividade..

RESOLUÇÃO

 

COMPETÊNCIA

Conforme texto da Resolução 750/93, mencionada no enunciado da questão

 

“SEÇÃO VI

O PRINCÍPIO DA COMPETÊNCIA

Art. 9º. O Princípio da Competência determina que os efeitos das transações e outros eventos sejam reconhecidos nos períodos a que se referem, independentemente do recebimento ou pagamento. Parágrafo único. O Princípio da Competência pressupõe a simultaneidade da confrontação de receitas e de despesas correlatas. (Redação dada pela Resolução CFC nº. 1282/10).”

 

Competência então significa a contabilização de Despesas e Receitas, no momento em que elas acontecem, independentemente das formas de pagamento. Sendo assim, se tivermos que contabilizar uma despesa referente ao período de 12 meses por exemplo devemos contabilizar o valor total no Ativo, como despesas antecipadas, e apropriar mensalmente o valor correspondente a 1/12 durante todo o período do contrato

 

OBJETIVIDADE

Na verdade esta é uma convenção contábil e não um princípio. A objetividade garante  a eliminação ou restringe áreas de excessivo liberalismo na escolha de critérios, rpincipalmente valores

 

PRUDÊNCIA

“SEÇÃO VII

O PRINCÍPIO DA PRUDÊNCIA

Art. 10. O Princípio da PRUDÊNCIA determina a adoção do menor valor para os componentes do ATIVO e do maior para os do PASSIVO, sempre que se apresentem alternativas igualmente válidas para a quantificação das mutações patrimoniais que alterem o patrimônio líquido.
Parágrafo único. O Princípio da Prudência pressupõe o emprego de certo grau de precaução no exercício dos julgamentos necessários às estimativas em certas condições de incerteza, no sentido de que ativos e receitas não sejam superestimados e que passivos e despesas não sejam subestimados, atribuindo maior confiabilidade ao processo de mensuração e apresentação dos componentes patrimoniais. (Redação dada pela Resolução CFC nº. 1282/10)
Art. 11. A inobservância dos Princípios de Contabilidade constitui infração nas alíneas “c”, “d” e “e” do art. 27 do Decreto-Lei n.º 9.295, de 27 de maio de 1946 e, quando aplicável, ao Código de Ética Profissional do Contabilista. (Redação dada pelaResolução CFC nº. 1282/10)
Art. 12. Revogada a Resolução CFC n.º 530/81, esta Resolução entra em vigor a partir de 1º de janeiro de 1994. “

 

O Princípio da Prudência trata do critério de escolha entre dois valores a serem contabilizados, mas não trata do momento em que esta contabilização deve ser feita

 

TEMPESTIVIDADE

Conforme texto do PRONUNCIAMENTO CONCEITUAL BÁSICO (R1)

“QC29. Tempestividade significa ter informação disponível para tomadores de decisão a tempo de poder influenciá-los em suas decisões. Em geral, a informação mais antiga é a que tem menos utilidade. Contudo, certa informação pode ter o seu atributo tempestividade prolongado após o encerramento do período contábil, em decorrência de alguns usuários, por exemplo, necessitarem identificar e avaliar tendências.”

 

Tempestividade trata-se de uma qualidade das informações contábeis. Em outras palavras, uma informação contábil que não seja gerada a tempo para que se possa tomar decisões é uma informação sem utilidade

Alternativa correta letra “a”

Assista a videoaula deste post aqui

Clique aqui para a próxima questão

Você pode me encontrar também em outras redes sociais:

Youtube: https://www.youtube.com/mjcrabbit

Fan Page: https://www.facebook.com/profmariojorge.com.br

Instagram: https://www.instagram.com/profmariojorge

Sobre Prof. Mário Jorge

Professor universitário e de Pós Graduação em disciplinas de contabilidade. Consultor empresarial na área de controladoria. Instrutor da SOMA Cursos e Consultoria Ltda.

6 Comentários

  1. Lívia Gomes

    Boa Tarde Professor!
    Estava de Férias?
    Todos os dias dava um olhada o seu blog pra olhas as novidades…e principalmente as questões resolvidas do exame de suficiência 2012.1. Fui aprovada, mas é bom tirar a dúvidas com o senhor. Curto muito sua metodologia e já passei o link pra vários amigos.
    Mais uma vez, obrigada.

    Responder
    1. Mário Jorge

      Livia, boa noite

      Pois é, tenho tido muito pouco tempo disponível para postar as questões, infelizmente.
      Obrigado por acompanhar o blog e por divulgar também

      abçs
      Prof. Mário Jorge

      Responder
  2. Dario Borges Filho

    Professor.
    Excelente iniciativa. Agradeço por ajudar aos que precisam.
    Quanto a questão da compra pelos patrocinadores, é claro que irei a partir de hoje adquirir os produtos pelo seu blog e pedirei aos meus amigos e familiares que também o façam.
    Mais uma vez agradeço pela SUA ajuda.

    Responder
  3. jeane gleide

    Amei tudo isso …. foi de extrema valia para mim
    tirei dúvidas e entendi coisas que até então não entravam na minha cabeça
    parabéns

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *