EXAME DE SUFICIÊNCIA – CFC – 02/12 – Técnico – Solução da Questão 04

04. A escrituração contábil, segundo a ITG 2000 – Escrituração Contábil, deve ser executada: 

a) com base, exclusivamente, em documentos de origem externa, tais como notas fiscais, contratos e extratos bancários, os quais deverão ser registrados de acordo com o regime de caixa. 

b) com histórico que represente a essência econômica da transação ou o código de histórico padronizado, neste caso, baseado em tabela auxiliar inclusa em livro próprio.

c) em forma contábil, em qualquer idioma, com data do registro contábil, ou seja, a data em que o fato
contábil ocorreu. 

d) em ordem cronológica de dia, mês e ano, no regime de caixa, com ausência de espaços em branco, entrelinhas, borrões, rasuras ou emendas.

Resolução:

Primeiramente devemos ler a Norma a ITG 2000 – Escrituração Contábil, cuja parte do texto que nos interessa está reproduzida a seguir, na sua íntegra, a saber:

“Formalidades da escrituração contábil

A escrituração contábil deve ser realizada com observância aos Princípios de Contabilidade.

O nível de detalhamento da escrituração contábil deve estar alinhado às necessidades de informação de seus usuários. Nesse sentido, esta Interpretação não estabelece o nível de detalhe ou mesmo sugere um plano de contas a ser observado. O detalhamento dos registros contábeis é diretamente proporcional à complexidade das operações da entidade e dos requisitos de informação a ela aplicáveis e, exceto nos casos em que uma autoridade reguladora assim o
requeira, não devem necessariamente observar um padrão pré-definido.

A escrituração contábil deve ser executada:

a) em idioma e em moeda corrente nacionais;

b) em forma contábil;

c) em ordem cronológica de dia, mês e ano;

d) com ausência de espaços em branco, entrelinhas, borrões, rasuras ou emendas; e

e) com base em documentos de origem externa ou interna ou, na sua falta, em elementos que comprovem ou evidenciem fatos contábeis.

A escrituração em forma contábil de que trata o item 5 deve conter, no mínimo:

a) data do registro contábil, ou seja, a data em que o fato contábil ocorreu;

b)  conta devedora;

c)  conta credora;

d)  histórico que represente a essência econômica da transação ou o código de histórico padronizado, neste caso baseado em tabela auxiliar inclusa em livro próprio;

e)  valor do registro contábil;

f)  informação que permita identificar, de forma unívoca, todos os registros que integram um mesmo lançamento contábil.”

Após a leitura da Norma, vamos fazer os devidos comentários de cada alternativa, a saber:

a)  com base, exclusivamente, em documentos de origem externa, tais como notas fiscais, contratos e extratos bancários, os quais deverão ser registrados de acordo com o regime de caixa.

Segundo o item “5 e” da norma, a escrituração não será feita exclusivamente com base em documentos de origem externa 

b)  b) com histórico que represente a essência econômica da transação ou o código de histórico padronizado, neste caso, baseado em tabela auxiliar inclusa em livro próprio.

Esta alternativa está exatamente igual ao item “6 d” da norma.

c)  em forma contábil, em qualquer idioma, com data do registro contábil, ou seja, a data em que o fato contábil ocorreu. 

A escrituração não pode ser feita em qualquer idioma, conforme item “5 a” da Norma 

d)  d) em ordem cronológica de dia, mês e ano, no regime de caixa, com ausência de espaços em branco, entrelinhas, borrões, rasuras ou emendas.

A escrituração não pode ser feita pelo regime de caixa, conforme item “3” da Norma, ou seja deve obedecer o regime de competência

 

Resposta correta 

b) com histórico que represente a essência econômica da transação ou o código de histórico padronizado, neste caso, baseado em tabela auxiliar inclusa em livro próprio.

OBS.: EM BREVE ESTAREI PUBLICANDO A VÍDEO AULA NO YOUTUBE, POR FAVOR AGUARDE

Clique aqui para a próxima questão

 Você pode me encontrar também em outras redes sociais:

Youtube: https://www.youtube.com/mjcrabbit

Fan Page: https://www.facebook.com/profmariojorge.com.br

Instagram: https://www.instagram.com/profmariojorge

 

Sobre Prof. Mário Jorge

Professor universitário e de Pós Graduação em disciplinas de contabilidade. Consultor empresarial na área de controladoria. Instrutor da SOMA Cursos e Consultoria Ltda.

3 Comentários

  1. Auri Rodrigo Copetti

    Sou teu fã professor.
    GRANDE MESTRE – BELÍSSIMA DIDÁTICA!

    Farei o curso do IOB certamente. Tenho certeza que será show de bola.

    Responder
    1. Mário Jorge

      Auri, boa noite

      Obrigado pela confiança.

      Farei o meu melhor

      abçs
      Prof. Mário Jorge

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *