Sobre Prof. Mário Jorge

Professor universitário e de Pós Graduação em disciplinas de contabilidade. Consultor empresarial na área de controladoria. Instrutor da SOMA Cursos e Consultoria Ltda.

7 Comentários

  1. José Dimas Müzel

    Bom dia. Professor Jorge.
    Agradeço pelo apoio na resolução das questões.
    Tem sido de grande valia para nosso conhecimento.
    Grato.

    Responder
    1. Mário Jorge

      José, boa noite

      Fico feliz em poder ajudar

      conte comigo,

      Bons estudos

      abçs

      prof. Mário Jorge

      Responder
  2. Pedro Paulo Camelo

    Boa tarde prof.
    Suas ajudas estão sendo para mim e para todos de grande importância, tirando as dúvidas que surgiram durante o teste q fizemos..
    me add no msn: [email protected]
    Muito obrigado, abraço.

    Responder
    1. Mário Jorge

      Pedro, bom dia

      Que bom, esse é o objetivo.

      adicionarei!!

      bons estudos

      abçs

      Prof. Mário Jorge

      Responder
  3. Deise

    Professor, Boa tarde!

    Uma dúvida nesta questão,
    se o ponto de equilíbrio é os custos e despesas fixas dividido pela margem de contribuição, porque fica errado o cálculo 1795.500/3420000 ?
    ou estou esquecendo algo?

    obrigada pela atenção.

    Responder
    1. Mário Jorge

      Deise, boa tarde

      A divisão deve ser feita pelo percentual de margem e não pelo valor absoluto. Isso porque a margem de contribuição é o que sobra para cobrir despesas e custos fixos. Se por exemplo a margem de contribuição é de 40%, para chegarmos ao ponto de equilíbrio os custos e despesas fixas tem que ser 40% da receita, mas eu não tenho o valor da receita (é o que queremos saber), então tenho que dividir por 40%

      Espero ter melhorado o entendimento,

      abçs

      Prof. Mário Jorge

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *