EXAME DE SUFICIÊNCIA – CFC – 01/2018 – Solução da Questão 17 – Branca

(Q.17 – 01/18) Branca

A empresa Exemplo Ltda. adquiriu para revenda mercadorias no valor de R$ 10.000,00 em maio de 2017. Os impostos recuperáveis sobre a compra perfazem o total de R$ 1.200,00. Todas as mercadorias foram vendidas no mesmo período, ou seja, em maio de 2017, pelo valor de R$ 22.000,00. Os impostos sobre as vendas de maio foram de R$ 2.600,00. As comissões e fretes sobre as vendas de maio de 2017 foram no valor de R$ 1.000,00. Ao elaborar a Demonstração do Resultado do Período, o Lucro Bruto apresentado é de:

A) R$ 8.400,00.

B) R$ 9.600,00.

C) R$ 10.600,00.

D) R$ 12.000,00.

RESOLUÇÃO:

Vamos fazer todos os lançamentos contábeis para entender as contas e grupos patrimoniais e de resultado envolvidos e posteriormente vamos elaborar a DRE

Aquisição de mercadorias para revenda

Débito: ESTOQUE DE MERCADORIAS PARA REVENDA – ATIVO CIRCULANTE R$8.800,00
Débito: IMPOSTOS A RECUPERAR– ATIVO CIRCULANTE R$1.200,00
Crédito: CAIXA, BANCOS OU FORNECEDORES

(não foi dito se a compra foi a vista ou prazo)

R$10.000,00

Por que o valor do estoque é R$8.800,00 e não R$10.000,00?

Porque os Impostos Recuperáveis estão inclusos no valor da mercadoria, mas não podem fazer parte do custo, justamente porque serão recuperados posteriormente, então contabilizamos o valor desse imposto como “imposto a recuperar” em conta a parte, subtraindo do custo da mercadoria. Isso está definido na NBC TG 16 (R2) – ESTOQUES, conforme segue:

(…)

Custos de aquisição

  1. O custo de aquisição dos estoques compreende o preço de compra, os impostos de importação e outros tributos (exceto os recuperáveis perante o fisco), bem como os custos de transporte, seguro, manuseio e outros diretamente atribuíveis à aquisição de produtos acabados, materiais e serviços. Descontos comerciais, abatimentos e outros itens semelhantes devem ser deduzidos na determinação do custo de aquisição. (Redação dada pela Resolução CFC nº. 1.273/10)

Venda de todas as mercadorias

Débito: CAIXA, BANCOS ou CLIENTES – ATIVO CIRCULANTE

(não foi dito se a venda foi a vista ou a prazo)

R$22.000,00
Crédito: RECEITA BRUTA COM VENDAS – RESULTADO

(não foi dito se a compra foi a vista ou prazo)

R$22.000,00

Custo das mercadorias Vendidas

Débito: CUSTO DAS MERCADORIAS VENDIDAS – RESULTADO R$8.800,00
Crédito: ESTOQUE DE MERCADORIAS PARA REVENDA – ATIVO CIRCULANTE  

R$8.800,00

Por que o valor do CMV é R$8.800,00?

Porque esse é o custo da mercadoria que estava em estoque, conforme o primeiro lançamento, e toda a mercadoria foi vendida, então devemos baixar como custo 100% desse valor

Impostos sobre a venda das mercadorias

Débito: IMPOSTOS SOBRE VENDAS – RESULTADO R$2.600,00
Crédito: IMPOSTOS A RECOLHER – PASSIVO CIRCULANTE R$2.600,00

Comissões e fretes sobre a venda das mercadorias

Débito: DESPESAS COMERCIAIS – RESULTADO R$1.000,00
Crédito: CAIXA, BANCOS OU FORNECEDORES

(não foi dito se as despesas foram pagas a vista ou prazo)

R$1.000,00

Vamos agora para a elaboração da DRE

Demonstração do Resultado
31.12.2017
RECEITA BRUTA COM VENDAS R$22.000,00
(-) Impostos sobre a vendas R$2.600,00
RECEITA LÍQUIDA COM VENDAS R$19.400,00
(-) CUSTO DAS MERCADORIAS VENDIDAS R$8.800,00
LUCRO BRUTO R$10.600,00
DESPESAS COMERCIAIS  
(-) Comissões e Fretes R$1.000,00
LUCRO LÍQUIDO R$9.600,00

 

RESPOSTA CORRETA

C) R$10.600,00

 

Um forte abraço, a gente se vê nos próximos posts.

Você pode me encontrar também em outras redes sociais:

Youtube: https://www.youtube.com/mjcrabbit

Fan Page: https://www.facebook.com/profmariojorge.com.br

Instagram: https://www.instagram.com/profmariojorge

Sobre Prof. Mário Jorge

Professor universitário e de Pós Graduação em disciplinas de contabilidade. Consultor empresarial na área de controladoria. Instrutor da SOMA Cursos e Consultoria Ltda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *